UMA INVESTIGAÇÃO EXPERIMENTAL SOBRE A INFLUÊNCIA DAS ONDAS NO PROCESSO EROSIVO DA ILHA DA TOROTAMA, RS

Evento: 4º Seminário da Divisão de Modelagem Numérica do Sistema Terrestre
Organizador: DIMNT/INPE

Palestrante: Débora Martins Machado
Contato: deboramach@gmail.com

Data: 26 de novembro de 2020
Horário: 11H00

Biografia: Possui graduação em Engenharia Civil pela Universidade Federal do Rio Grande (1996), mestrado em Engenharia Oceânica pela Universidade Federal do Rio Grande (2000), doutorado em Engenharia Oceânica (área de concentração: Costeira) pela Universidade Federal do Rio de Janeiro – COPPE (2013) e Pós Doutorado em Engenharia Oceânica pela Universidade Federal do Rio Grande (2013-2017), onde desenvolveu sua pesquisa em interação fluido-solo-estrutura. Atua na área de Engenharia Costeira, com ênfase em ondas e sua interação com a costa. Atualmente é professora adjunta na Escola de Engenharia da Universidade Federal do Rio Grande, ministrando aulas de Hidrodinâmica Marítima, Obras Hidráulicas Costeiras e Morfodinâmica Costeira e desenvolvendo suas pesquisas no Laboratório de Interação Fluido Estrutura (LIFE) e no Laboratório de Engenharia Costeira (LEC).

Resumo da palestra: Sabe-se que a erosão é considerada um problema global que afeta 70% das praias arenosas do planeta, salientando que a mesma é desencadeada por diferentes fatores, sendo eles naturais ou antrópicos. No Brasil, a medida que a ocupação do litoral aumenta, os efeitos erosivos são percebidos com maior intensidade, uma vez que trazem prejuízos econômico e social. No caso deste estudo, a área de interesse é a comunidade da Ilha da Torotama (localizada na margem Oeste da Lagoa dos Patos, RS), uma comunidade basicamente formada por pescadores artesanais, que ao longo dos anos vem sofrendo com a erosão em suas margens e praias. O presente trabalho é motivado pela necessidade de analisar o fenômeno da erosão (através da utilização de um modelo físico) e encontrar maneiras alternativas para o controle do mesmo. Assim, este estudo experimental foi realizado no canal de ondas do Laboratório de Interação Fluido Estrutura (LIFE), lotado na Escola de Engenharia da FURG. O laboratório possui equipamentos que permitem a visualização do escoamento produzido pela onda e a quantificação da erosão/deposição causado pela mesma. Espera-se, a partir dos testes realizados em laboratório, avançar no entendimento da hidrodinâmica do local e como a mesma desencadeia o processo erosivo estudado.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.